sábado, 23 de junho de 2012

Análise do romance Iracema

 Período literário: O Romantismo no século XIX - 1° geração romântica: Indianista. Romance idealizado pela figura do indígena, o bom selvagem, exaltando-lhe a nobreza e a valentia, o herói romântico, cavalheiro medieval, constante exaltação da natureza na obra.

 O título: A partir do título o autor José de Alencar demonstra um evidente trabalho de construção de uma linguagem e de um estilo que possam representar melhor "a singeleza primitiva da língua bárbara", os termos e frases que pareçam naturais na boca do selvagem. O nome Iracema é um anagrama da palavra América.

 Estruturação do enredo e breve resumo: A lenda e a história Iracema, subintitulado Lenda do Ceará, conta a triste história de amor entre a índia tabajara Iracema, a virgem dos lábios de mel, e Martim, o primeiro colonizador português do Ceará. Além disso como resumiu Machado de Assis, "o assunto do livro é também a história da fundação do Ceará e do ódio de duas nações inimigas - tabajaras e pitiguaras". Os pitiguaras habitavam o litoral cearense e eram amigos dos portugueses. Os tabajaras viviam no interior e eram aliados dos franceses. José de Alencar construiu uma alegoria perfeita do processo de colonização do Brasil e de toda a América pelos invasores portugueses e europeus em geral.
 Personagens e caracterização: Iracema - Índia da tribo dos tabajaras, filha do velho pajé.
 Martim - Guerreiro branco (Deus romano da guerra e da destruição - Marte)
 Moacir - filho de Iracema o de Martim (filho da dor e do sofrimento)
 Araquém - o pajé, pai de Iracema
 Caubi - irmão de Iracema
 Irapuã - inimigo dos portugueses e seus aliados, apaixonado por Iracema
 Poti - amigo de Martim, guerreiro pitiguara.


 O narrador e o foco narrativo : O romance é narrado na 3° pessoa, mas o narrador está longe de se manter neutro e mero observador, ele é onisciente (conhece tudo a respeito das personagens). Em alguns momentos, o narrador chega a revelar-se na 1° pessoa: "O sentimento que ele pôs nos olhos e no rosto não o sei eu". Exemplo da 3° pessoa no texto: "O estrangeiro seguiu a virgem através da floresta". Algumas vezes a narrativa se apresenta em forma de flash back como acontece no 1° e 3° capítulos.

 Tempo: O tempo é psicológico (O tempo que é vivido dentro da nossa consciência), não dá para precisar. Século XVII - fundação e colonização da cidade do Ceará.

 Espaço: No capítulo XXXIII consta que o fato se deu no Nordeste do Brasil. O subtítulo informa que é uma lenda do Ceará.

 Linguagem/estilo: José de Alencar privilegia a força emocional de suas personagens e uma intensa pesquisa de linguagem, O tom poético do livro é uma constante; comparações metafóricas valorizam uma natureza vibrante. José de Alencar pesquisou termos indígenas e nomes de locais geográficos, com a intenção didática de resgatar esses termos e explicá-los para o seu leitor contemporâneo.

 Iracema dá ao filho o nome indígena correspondente ao nome hebraico Benoni, que também significa "filho da minha dor". Este é o nome dado por Raquel, mulher do patriarca bíblico Jacó, ao sue último filho. Raquel morre depois de dar à luz e Jacó muda o nome do menino para Benjamim. Os filhos de Jacó deram origem às tribos que formaram a nação de Israel assim como o filho de Iracema representa o início de uma nação.
 José de Alencar recorreu a circunstâncias históricas, como a rixa entre os índios tabajaras e pitiguaras, e utilizou personagens reais, como Martim Soares Moreno e o índio Poti, que depois viria a adotar o nome cristão de Antônio Felipe Camarão. Mas cercou-se de uma fértil imaginação e de um lirismo próprios da poesia romântica. O romance Iracema é considerado um poema sem rimas.
video





2 comentários:

  1. Este é o próximo clássico da nossa literatura que irei ler. Afinal, como "Iracema" poderia faltar na lista de leitura de um aficionado pela Literatura Brasileira? Parabéns pelos artigos! Enfim achei um blog que valoriza o que é nosso nessa arte de escrever... Uma raridade! Muito bem organizado e objetivo. Com certeza vai ajudar muitas pessoas em pesquisas de interesse pessoal e/ou acadêmico.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Taylor, eu iria fazer um blog só na área de Língua Portuguesa (gramática). Vi que blogs de Literatura Brasileira são poucos e com pouco conteúdo. Nas próximas postagens farei análise de outros romances da Literatura Brasileira.

    ResponderExcluir